Nos acompanhe

Negócios

Especialista fala sobre Compliance em palestra para empresários e advogados em JP

Publicado

em

Na manhã da sexta-feira (29), o presidente do Instituto Brasileiro de Compliance (IBC), da Associação Brasileira dos Advogados Criminalistas (Abracrim-RJ) e da Comissão Anticorrupção e Compliance da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-RJ / Barra), James Walker, esteve no Hardman Praia Hotel, em Manaíra, João Pessoa, para explanar sobre Compliance a empresários, gestores e advogados paraibanos. O evento foi promovido pela Abracrim-PB, IBC e pelo escritório de advocacia Sheyner Asfóra, com apoio da Sin Comunicação, Ima Gestão de Imagem.

O publicitário Ruy Dantas, presidente das empresas de comunicação apoiadoras do evento, e o advogado Sheyner Asfóra, abriram o evento. Sheyner pontuou a necessidade do tema estar na pauta de discussão das empresas e como os programas de Compliance precisam ser vistos como um investimento na reputação das empresas.

Ruy Dantas destacou como o Compliance e a Gestão de Imagem e Reputação são temas que devem ser trabalhados em sincronia. “Hoje, o que vale é a transparência, um trabalho alinhado entre o jurídico e a gestão de imagem por meio da comunicação. Uma empresa ética, idônea e transparente pode e deve se posicionar diante dos fatos antes de serem posicionadas pela opinião pública. Aliás, gosto sempre de destacar que não existe opinião pública e sim opinião publicada”.

James Walker, o palestrante do evento, iniciou seu discurso concordando com a fala de Ruy e indo além, ao colocar que futuramente os empresários que não se atentarem para o Compliance não conseguirão se posicionar. O executivo apresentou o conceito do termo, seu referencial histórico e chegou a traçar um paralelo entre artigos da Lei Brasileira de Anticorrupção (12.846/13) e do Código Penal, mostrando como os gestores de empresas, enquanto pessoas físicas, podem ser responsabilizados por atos que firam a legislação. “Atuo há 27 anos como advogado criminalista e estudo Compliance desde 2008. Embora muita gente esteja ouvindo o termo apenas agora, ele não é novo. Seu conceito é simples: trata-se de um conjunto de regras, normas e princípios que visam prevenir, detectar e remediar atos de corrupção e desconformidade no universo corporativo”, explicou.

Walker comentou que a lei anticorrupção surgiu nos Estados Unidos e que se tornou uma grande potência ao fornecer insumos para toda Europa, que passava por uma grande crise por conta das duas grandes guerras mundiais.  “O dinheiro, que era abundante nos EUA, acabava sendo desperdiçado ao ser utilizado de maneira antiética. A década de 1970 foi marcada por escândalos políticos, como a queda do presidente Richard Nixon por exemplo. Por conta disso, o país foi pioneiro na criação de normas anticorrupção”, disse.

De acordo com James, toda essa contextualização é importante para mostrar o quanto o Brasil está atrasado em relação ao tema. Somente em 2013 o país criou a lei anticorrupção, que só teve aplicabilidade após decreto regulatório em 2015. “A Lei Nacional 12.846/13 foi criada como condição para que a Copa do Mundo e as Olímpiadas acontecessem no Brasil. Destinada à pessoa jurídica, ela prevê penalidades civis e administrativas para as empresas. No entanto, não exclui a responsabilidade, na medida da culpabilidade, de dirigentes, gestores e administradores, podendo estes serem punidos criminalmente”, explicou.

Na opinião do palestrante, historicamente no Brasil, esperava-se acontecer um ato ilícito para então investigá-lo e, com a Lei Brasileira de Anticorrupção, a perspectiva é combater as desconformidades antes que elas aconteçam. Por isso, as empresas precisam se preocupar em ter um programa de Compliance.

Segundo o presidente do IBC em pouco tempo essa regra será exigida a qualquer empresário que tenha negócios com uma empresa pública. “Os programas de Compliance devem ser customizados e existem algumas medidas iniciais que podem ser tomadas como a implantação de um código de ética e conduta, com treinamento de funcionários; a criação de canais de denúncias; e a aplicação de sanções corretivas”, finalizou.

Continue Lendo

Negócios

ParaíbaRádioBlog agora é o ‘Portal da Capital’…

Publicado

em

O ParaíbaRádioBlog, canal de notícias online que existe há cerca de dez anos… ao longo de sua história evoluiu, cresceu e mudou para melhor.

E foi pensando no profissionalismo e numa melhor experiência para os leitores e internautas que, a partir de agora, o seu canal de informações sobre a Paraíba, o Brasil e, também, negócios, se chama ‘Portal da Capital – ONDE O ESTADO SE ENCONTRA‘.

A proposta do ‘Portal da Capital‘ é a de oferecer a você melhorias na experiência do bem informar através de um Jornalismo Investigativo, bem como, da realização de Podcasts e entrevistas com os grandes nomes dos universos político e empresarial, unindo a Paraíba, do Litoral ao Sertão, trazendo, ainda, as notícias mais relevantes de Brasília, a Capital Federal, reforçando a agilidade noticiosa, sem perder o olhar crítico para manutenção da qualidade.

O ‘Portal da Capital‘ está presente nos canais mais relevantes (Facebook, Twitter e Instagram), percorrendo os melhores caminhos e comprovando dia a dia que é neste veículo online onde o acontecimento encontra notoriedade, a notícia encontra a verdade… e onde você encontra a informação!

Sejam todos muito bem-vindos a esta nova era da informação -que começa aqui!, no Portal da Capital!

 

 

Continue Lendo

Negócios

Projeto paraibano fica em 3º lugar nacional no Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora

Publicado

em

O projeto ‘InSocialTec’, aplicado de forma on-line com foco em estudantes dos últimos anos do Ensino Médio da Paraíba, foi um dos vencedores da segunda edição do Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora. O anúncio foi feito na noite dessa quinta-feira (12) durante a solenidade de premiação, realizada dentro do Congresso BETT Educar 2022, considerado um dos mais importantes eventos de educação e inovação da América Latina.

Desenvolvido por nove professores, a iniciativa tem o objetivo de aplicar uma metodologia orientada ao empreendedorismo com foco no desenvolvimento de competências na área de tecnologia. Para isso, foram envolvidos conteúdos de áreas como Design, Administração e TIC para capacitar os estudantes em tecnologia e, de quebra, ganharem uma formação empreendedora.

De acordo com o professor de Engenharia Elétrica da UFCG, Danilo Santos, que coordenou o projeto e representou a equipe de professores ao receber o prêmio, mais de 290 alunos concluíram o curso, oriundos de diferentes escolas, cidades e níveis de educação, e mais de mil foram impactados. “Estamos felizes com o reconhecimento estadual e nacional, principalmente porque vemos o empreendedorismo como ferramenta de capacitação, capaz de levar novos saberes e aprendizados aos estudantes. Além disso, comprovamos que a metodologia aplicada foi eficaz e os resultados foram ótimos”, afirmou.

Além do conteúdo didático, foi aplicada uma metodologia de imersão através do método ‘from zero to hero’, no qual os alunos foram incentivados a terem uma ideia utilizando os objetivos de desenvolvimento sustentável da ONU e, em oito semanas, sair da ideia para um conceito ou protótipo funcional. O projeto foi premiado em terceiro lugar na categoria Ensino Médio.

Reconhecimento – Segundo a gerente da Unidade de Educação Empreendedora do Sebrae Paraíba, Humara Medeiros, o prêmio é importante justamente por reconhecer histórias de professores que buscam transformar a vida dos alunos por meio do empreendedorismo. “A Paraíba vem fazendo história. Novamente somos pódio na premiação e isso nos envaidece. É uma grande vitória e reconhecimento do trabalho desenvolvido, além das histórias contadas por esses professores”, avaliou.

O Sebrae, em parceria com o Ministério da Educação, reconheceu o trabalho de educadores que se destacaram na adoção de práticas e metodologias inovadoras de ensino do empreendedorismo para jovens e adolescentes. Em sua segunda edição (a primeira foi realizada em 2020), o Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora se consolida entre educadores como uma oportunidade de desafiar os alunos a enxergarem além do que se vê, com criatividade.

Criado com o objetivo de reconhecer professores de todo o Brasil que incentivem experiências, práticas e iniciativas empreendedoras entre os alunos, o Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora é dividido em cinco categorias: Ensino Fundamental – Anos Iniciais, Ensino Fundamental – Anos Finais, Ensino Médio, Educação Profissional e Educação Superior. Os projetos são classificados por nível – ouro, prata e bronze. No total, foram inscritas cerca de 700 iniciativas.

Sebrae 50+50 – Em 2022, o Sebrae faz 50 anos, depois de percorrer uma história que se confunde integralmente com a evolução dos pequenos negócios no Brasil durante meio século. Para celebrar a data, a instituição realiza a campanha 50+50, em comemoração aos 50 anos e preparação para os próximos 50, na busca de, cada vez mais, fazer o Sebrae que o Brasil precisa e de ser a força do empreendedor brasileiro. Para mais informações, acesse o site www.sebrae.com.br/50mais50.

Continue Lendo

Negócios

Inep e MEC divulgam tendência de procura por EAD e instituição criada na Paraíba é destaque

Publicado

em

Pela primeira vez, o Brasil registrou preferência por cursos a distância. A tendência havia sido prevista, ainda em 2019, pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas (Inep), juntamente com o Ministério da Educação (MEC). Segundo os órgãos, 3,7 milhões de estudantes ingressaram no ensino superior em 2020 e mais de 2 milhões (correspondentes de 53,4% do total) optaram pela metodologia EaD.

Diante dessa nova realidade, é natural que surjam, cada vez mais, instituições focadas na modalidade a distância, conhecidas como ‘Edtechs’. Tratam-se de empresas que usam tecnologia para criar soluções inovadoras na área da educação. No Nordeste, por exemplo, o Grupo Nexus vem se consolidando como um dos maiores da região. “Com oferta de vários cursos, nosso grupo passou a se configurar como o maior em se tratando de empresas e serviços educacionais. Com origem na Paraíba, hoje a empresa é destaque nacional e até internacional, o que nos enche de orgulho”, declarou o CEO do grupo, Alcimar Martins.

Ele destaca que o grupo não trabalha apenas com graduação, mas também com pós-graduação, Educação de Jovens e Adultos (EJA), cursos profissionalizantes e técnicos, por meio de parceria com a instituição internacional Enber University, dos Estados Unidos. Mais de 500 alunos estão fazendo as suas pós internacionais de maneira remota, pela Enber University e a Educa Nexus já conta com mais de 4 mil novos alunos, só no ano de 2022. Na parte de ensino técnico o Educa Nexus trabalha com mais de 20 cursos nas mais diversas áreas, como: Contabilidade, Administração, Edificações, Computação Gráfica, Eletrônica, Eletrotécnica, Marketing, Mecânica, entre outros.

“Não dá para deixar as oportunidades passarem por falta de qualificação acadêmica e na Educa Nexus, você pode pode fazer isso direto da sua casa”, finaliza Alcimar.

Continue Lendo