Nos acompanhe

Paraíba

Identidade visual de João Pessoa como Cidade Criativa da Unesco é apresentada

Publicado

em

A identidade visual de João Pessoa como Cidade Criativa da Unesco foi apresentada nesta terça-feira (07). O selo, que foi criado pelo designer paraibano Fábio Morais, foi conferido à Capital paraibana pela sua relevância como vitrine e como grande porta de saída da produção artesanal de todo o estado da Paraíba. A arte faz referência aos cartões postais da cidade, como o Rio Sanhauá, o Novo Parque da Lagoa e o Farol do Cabo Branco.

O selo é a certificação de que a cidade está integrada a uma rede de cooperação internacional que dará mais visibilidade, credibilidade e mercado para diversas associações de artesãos que fazem da arte com suas mãos uma alternativa de sustento e de manutenção da cultura popular. A Associação Sereias da Penha foi a entidade representativa da classe que chancelou o envio do dossiê a Unesco.

“A emoção é muito grande de saber que João Pessoa faz parte da Rede Mundial de Cidades Criativas da Unesco. Com esse estímulo, poderemos avançar desenvolvendo ações que contribuam ainda mais para dar visibilidade ao nosso artesanato e arte popular. João Pessoa vive um momento muito especial de premiações e receber este título nos enche de orgulho e motivação para continuar investindo muito na cultura popular, no artesanato e, principalmente, nos artesão, nos artistas”, disse Luciano Cartaxo.

Em todo o mundo, são apenas 180 cidades que integram a Rede Mundial de Cidades Criativas em sete categorias: design, artes midiáticas, gastronomia, cinema, literatura, música e artesanato e arte popular. E são apenas oito cidades brasileiras na lista: Belém (gastronomia), Paraty (gastronomia), Florianópolis (gastronomia), Curitiba (design), Brasília (desing), Salvador (música), Santos (cinema) e João Pessoa, única cidade na categoria artesanato e arte popular.

Marielsa Rodriguez, analista técnica do Sebrae-PB, empresa cuja parceria com a PMJP resultou no investimento ao grupo Sereias da Penha, acredita que o selo pode servir como vitrine da produção artesanal paraibana. “O selo vai funcionar como uma grande vitrine para o mercado consumidor. É pela Capital que toda a produção do artesanato estadual é escoada e esse título vem trazendo junto com ele benefícios econômicos incalculáveis para nossos grupos de artesãos”, disse.

O selo – A logomarca foi criada a partir de três importantes referências da cidade de João Pessoa que estivessem associadas a arte popular e o artesanato, explica o designer Fábio Morais. Os traços, então, ganharam inicialmente a forma de um pote de barro. Em seguida, vieram o Novo Parque da Lagoa e o Farol do Cabo Branco.

“O pote de barro tem um cunho popular, porque é um utensílio decorativo e é característico. E como pontos de identificação da cidade, o Farol do Cabo Branco, por estar localizado no ponto mais oriental das Américas, além da sua forma em estrela com as pontas. A Lagoa do Parque Solon de Lucena seria algo central e marcante na cidade. A busca foi identificar todos esses elementos em uma única forma”, disse o artista.

Continue Lendo

Paraíba

TCE responsabiliza ex-prefeitos de Santa Rita por prejuízos de R$ 2.4 milhões aos cofres públicos

Publicado

em

Por

Redação do Portal da Capital

A Primeira Câmara do Tribunal de Contas/PB, reunida em sessão ordinária híbrida, nesta quinta-feira (02), sob a presidência do conselheiro Fernando Catão, julgou irregulares – após análise de inspeção especial, várias obras de engenharia realizadas no município de Santa Rita em 2015, durante a gestão dos ex-prefeitos Reginaldo Pereira da Costa e Severino Alves Barbosa Filho. Eles foram responsabilizados por prejuízos aos cofres públicos na ordem de R$ 2.460.422,94, conforme o voto do relator, conselheiro Fábio Nogueira. Cabe recurso.

A inspeção especial no município de Santa Rita (proc. nº 08203/16), in loco, analisou os aspectos técnicos e financeiros que envolveram a execução de obras e serviços em reformas de escolas e creches da rede pública municipal, bem como drenagem, capeamento e recapeamento asfáltico em diversas ruas da cidade, incluindo na imputação os valores referentes à não comprovação da realização de controle tecnológico de concreto.

Os débitos apurados pelo órgão técnico do TCE e reiterados pelo Ministério Público de Contas foram atribuídos de forma individualizada a cada gestor, ou seja, ao ex-prefeito Reginaldo Pereira da Costa coube a responsabilização pelo montante de R$ 1.587.110,82. Para Severino Alves Barbosa Filho os prejuízos atingem a quantia de R$ 873.312,12. Os valores devem ser ressarcidos aos cofres públicos.

Denúncia – Os membros da Câmara julgaram procedente denúncia formulada por vereadores (proc. nº 16664/20), contra a ex-prefeita de Areia de Baraúna, Maria da Guia Alves, acerca de supostas irregularidades na realização de despesas com auxílio financeiro, referido em doações com base em lei municipal. Por falta de comprovação dos beneficiados, o órgão julgador responsabilizou a gestora e a ex-secretária de Assistência Social, Volffraniad Pinheiro Dias de Sá, pelo montante de R$ 195.211,84. Cabe recurso.

A Primeira Câmara do Tribunal de Contas/PB é composta pelos conselheiros Fernando Rodrigues Catão (presidente), Fábio Túlio Nogueira, Antônio Gomes Vieira Filho e Renato Sérgio Santiago Melo (substituto). Em sua 2940ª sessão ordinária híbrida apreciou uma pauta de julgamento com 118 processos. Pelo Ministério Público de Contas atuou o procurador Marcílio Franca Filho.

Continue Lendo

Paraíba

Bruno Cunha Lima revela disposição para apararar arestas com vice-governador Lucas Ribeiro

Publicado

em

Por

Redação do Portal da Capital

O prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima, afirmou, na tarde desta terça (02/02), em entrevista ao Correio Debate, que irá buscar o Governo do Estado para firmar parcerias em benefício da cidade. O gestor municipal destacou que está em busca de audiência para debater a proposta de um polo logístico para a região.

Em bora tenha sido oposição durante o período eleitoral, o prefeito destacou que o momento é de trabalho e união. “Por parte da prefeitura sempre houve ponte. Nós sempre estivemos abertos e vamos continuar abertos. Até porque todos os municípios precisam de parceria. Infelizmente, nunca houve ponte de lá pra cá”, afirmou Bruno.

Uma audiência já está sendo buscada pela prefeitura de Campina. “A gente vai propor audiência com o governo para apresentar uma proposta de polo logístico para Campina Grande”, revelou.

Confira áudio

Continue Lendo

Paraíba

Camila diz que não é hora de discutir 2024, mas revela desejo de disputar a prefeitura de Guarabira

Publicado

em

Por

Redação do Portal da Capital

A deputada Camila Toscano revelou, na tarde desta quinta-feira (02/02), desejo em disputar a prefeitura de Guarabira em 2024. Em entrevista ao Correio Debate, Camila afirmou que é um “sonho” ser eleita prefeita e sentar na mesma cadeira que seu pai, Zenóbio Toscano (in memoriam) já sentou.

“Não tem como não pensar, é um sonho”, afirmou Camila.

A deputada ponderou ao afirmar que momento é de trabalho, mas que já pensa sobre as eleições municipais. “Seria uma honra ser escolhida pelo povo de Guarabira.”, enfatizou.

Confira áudio

Continue Lendo