Nos acompanhe

Artigos

Artigo: O protagonismo político da PB nas mãos de Julian, a nova liderança do Nordeste

Publicado

em

Anderson Soares

A eleições de 2018 quebraram todos os paradigmas, modelos e padrões já vistos na história da República Federativa do Brasil. É a primeira vez em que o presidente do Brasil é eleito sem dever nada às tradicionais forças políticas, econômicas e de comunicação do país. Jair Bolsonaro recebeu um cheque em branco da população para mudar os destinos da nação.

Por trás de toda esse “tsunami” eleitoral que varreu a velha política do país, surge um paraibano até então desconhecido no meio político, mas que teve papel fundamental em toda gestação do projeto. Trata-se do deputado federal eleito, Julian Lemos. Amigo e irmão de Jair Bolsonaro, o paraibano foi o responsável pela costura política que levou o presidente eleito a se filiar e assumir o comando do PSL, partido nanico que se transformou na maior legenda do Brasil.

É preciso reconhecer o talento, a inteligência e a capacidade de articulação do paraibano, neófito na política, mas um estrategista político nato. Com forte poder da oratória, Lemos conquistou um mandato de deputado federal, que surpreendeu até as “raposas políticas” do nosso estado, derrotando oligarquias tradicionais da Paraíba. Foi um Davi nessas eleições. Agigantou-se. Agora, surge como a mais nova liderança política da Paraíba e do Nordeste.

Recebeu a missão do amigo presidente, de coordenar todas as ações na região. Todos os projetos importantes para o Nordeste passarão pelas mãos do paraibano. Nunca um filho da terra recebeu tamanha força e poder político outorgado pelo presidente da República. Com tamanha influência, Julian poderá entrar para a história política da Paraíba com o grande responsável em quitar a dívida do Governo Federal com nosso estado.

Em recente entrevista à emissoras de Rádio na Paraíba, Bolsonaro enfatizou que projetos importantes para o estado como a duplicação da BR-230 de Campina Grande até Cajazeiras, Porto de águas Profundas em Cabedelo, Transnordestina e Parque Eólico no estado serão tratados, diretamente, com o deputado eleito. Julian Lemos será um espécie de primeiro-ministro do governo Bolsonaro e porta-voz dos interesses da Paraíba e Nordeste. Tem a chance de mudar a história política e econômica da menosprezada Paraíba.

Continue Lendo

Artigos

Todos querem, mas até agora Aguinaldo, literalmente, nada…

Publicado

em

A novela envolvendo a indecisão do deputado federal Aguinaldo Ribeiro (PP) em confirmar participação na base aliada do governador João Azevêdo (PSB) como o nome da chapa majoritária que disputará o cargo de senador pela Paraíba, aparentemente, segue sem data para terminar e, enquanto não chega ao último capítulo, uns se empolgam, outros se aborrecem e outros apenas acompanham a trama com uma bacia de pipoca nas mãos.

A demora segue tão latente que até o prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena (PP), que apostou no encerramento desse drama em uma terça, chegou a ironizar, dizendo que “enquanto houver terça-feira…

Mas, nem todos tem tido o mesmo olhar compreensivo de Cícero e, dentre os mais incomodados com o ‘banho-Maria’ está o deputado estadual Anísio Maia (PSB) que já centrou fogo direto e disse que o pré-candidato ao Senado está desperdiçando o tempo do governador Azevêdo.

Já o também deputado estadual Raniery Paulino (Republicanos), alertou sobre o perigo da situação dizendo que quanto mais cedo Aguinaldo anunciar a sua decisão, melhor. Uma vez que, só assim, o pré-candidato ao Senado terá mais tempo para realizar uma maior integração com aliados e apoiadores rumo às Eleições 2022.

Por outro lado, uns mais ‘animadinhos’, como o progressista Diego Tavares, já publicou até foto numa mesma mesa com Aguinaldo fazendo referência à ele como “meu futuro senador“.

Na terça-feira (17/05), uma fonte segura fez questão de afirmar que Aguinaldo diria ‘SIM’ a aliança definitiva com a base governista e que isso já estava definido graças, em grande parte, ao poder de articulação de Cícero.

E por fim, o deputado estadual Felipe Leitão (PSD) durante entrevista ao @portaldacapital, afirmou que o anúncio final de Aguinaldo deveria acontecer, no máximo, até esta sexta-feira (20/05)… sendo assim, enquanto o relógio respeitar esta data, a palavra do parlamentar é, por enquanto, a mais acertada.

Mas, há um detalhe importante que tem a capacidade de reordenar todo o tabuleiro político em território paraibano, mas, para tanto, resta saber se os ‘Ribeiros’ se empolgaram ou não com o aval dado pelo presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, para que Daniella Ribeiro, que é irmã de Aguinaldo e presidente Estadual da legenda na Paraíba, tenha liberdade para decidir se anuncia ou não sua pré-candidatura ao Governo do Estado no pleito deste ano.

Ou seja… cabe a nós espectadores… seguirmos acompanhando o desenrolar dessa novela pra saber quais as emoções dos próximos capítulos.

Continue Lendo

Artigos

Aguinaldo é o nome na majoritária de João ao Senado… e ponto final!

Publicado

em

O deputado federal Aguinaldo Ribeiro (PP), que também é o líder da Maioria no Congresso, em Brasília, é o nome na chapa majoritária do governador da Paraíba, João Azevêdo (PSB), ao Senado.

A informação foi confirmada ao @portaldacapital por uma fonte segura que ainda fez questão de ressaltar a importância do poder de articulação e negociação do prefeito Cícero Lucena (PP) neste processo.

A fonte ainda frisou que o principal nome de João para o cargo é o de Aguinaldo pela experiência política de alto nível que ele possui.

Aguinaldo Ribeiro é um parlamentar paraibano que tem capacidade de transitar de modo elegante e eficaz por todos os corredores políticos de Brasília independente de quem esteja na Presidência da Câmara Federal, do Senado ou, até mesmo, da República. Tanto que foi ministro das Cidades na gestão da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) e hoje é líder da Maioria no Congresso no mandato de Jair Bolsonaro (PL).

E é desse nível de político que possui essa experiência que o governador Azevêdo não abre mão.

A demora, argumenta a fonte, é para que tudo esteja plenamente alinhado em termos de conjuntura para que a chapa se torne sólida e coesa o suficiente para entrar na disputa eleitoral com a força de quem tem plena condição de vitória em um pleito.

De acordo com a fonte, tudo o que se falou sobre um suposto recuo de Aguinaldo com vistas à disputa para o Senado não passou de especulação numa tentativa de confundir a opinião pública que acompanha o universo político apenas de modo superficial. Mas, quem tem um olhar mais apurado sobre a política paraibana sabe que não existe demora na decisão final de João, até porque o prazo da Justiça Eleitoral para apresentação da chapa definitiva ainda não terminou.

A fonte revelou, porém, que o Partido Republicanos é, de fato, um ponto de impasse por oferecer um apoio “quebrado” à chapa de Azevêdo dando suporte ao nome do governador e ao do deputado federal Efraim Filho (União Brasil) ao invés de apoiar a chapa inteira com o nome de Aguinaldo, mas, a mesma fonte afirmou que “este fato ainda é negociável”.

Aguardemos então… os próximos capítulos dessa novela.

Continue Lendo

Artigos

Conversas de Brasília: Aguinaldo avalia 3 saídas, inclusive aliança com Cunha Lima

Publicado

em

Bombardeado por perguntas dos apresentadores Victor Paiva e Lázaro Farias sobre a relação política com a família Ribeiro, o prefeito Bruno Cunha Lima (Campina Grande), numa entrevista ao programa Correio Debate, na última terça-feira, contemporizou e deu a entender que aguardava uma posição sobre aliança do deputado Aguinaldo Ribeiro (PP).

Os apresentadores insistiram. Bruno não evoluiu nas respostas, mas deu sempre a entender que a aliança que mantém com a família Ribeiro (Lucas Ribeiro, filho da senadores Daniella Ribeiro, é o vice-prefeito), a depender de decisões políticas, poderia ser mantida intacta.

Não deve passar despercebido aqui, que o prefeito Bruno recuou de uma declaração dada nos últimos dias de março, quando a senadora Daniella assumiu o controle do PSD, tomando o partido de Romero Rodrigues, ameaçando fazer uma limpeza de aliados na Prefeitura.

Por que Bruno recuou lá atrás e agora se faz de misterioso?

Conversas vazadas de Brasília nas últimas horas talvez contenham a explicação.

Estaria havendo um movimento nos bastidores, lá no Planalto, tocado pelo ex-senador Cássio Cunha Lima e o deputado Welington Roberto, no intuito de unificar toda a direita na Paraíba para a disputa das eleições de outubro. Tentam fazer o presidente Bolsonaro comprar a ideia. A presença de Pedro Cunha Lima em Itatuba, na semana passada, teria sido um gesto.

A novidade é que o deputado Aguinaldo Ribeiro estaria sendo tentado pelo movimento da direita. Além da possibilidade de formação de uma aliança de maior porte para a disputa das eleições estaduais, com a participação de Bolsonaro, haveriam interesses específicos do interesse do Progressistas em Campina Grande. Assim, Cunha Lima e Ribeiro se afinariam.

Neste caso, Aguinaldo seria apenas candidato a deputado federal. Teria dificuldade de levar Cícero, mas os interesses nacionais do partido seriam seguidos.

Em não dando certo o movimento pela unidade da direita, segundo os vazamentos de Brasília, o deputado Aguinaldo Ribeiro se inclinaria pelo lançamento da candidatura da senadora Daniella Ribeiro ao governo do Estado. Pesquisas indicariam a possibilidade de chances, apesar da dificuldade de formar uma aliança mais ampla. Mesmo sem êxito agora, o nome de Daniella estaria sendo trabalhado para o futuro.

Nesta hipótese, Aguinaldo tentaria convencer Cícero a largar o governador João Azevedo e apresentar o candidato a vice-governador.

Mas não está totalmente descartada a permanência do Progressistas na aliança com o governador João Azevedo, mas sem Aguinaldo como candidato a senador. Só muito remotamente ele será candidato ao Senado.

No caso da manutenção da aliança com João, o projeto seria bancado pelo prefeito Cícero Lucena, que precisa da parceria com o governo do Estado para tentar chegar bem em 2024.

As conversas vazadas de Brasília chegam com ares de articulação. Difícil é fazer a checagem.

Continue Lendo