Nos acompanhe

Paraíba

FCJA ganha laboratório, digitalizará acervo e facilitará acesso ao patrimônio histórico e cultural

Publicado

em

A partir da próxima semana, a Fundação Casa de José Américo (FCJA) terá o seu Laboratório de Digitalização e Informação Histórica (Digitalih), com o qual poderá digitalizar e arquivar em meio virtual todo o seu rico acervo. Antes da inauguração desse espaço, no entanto, a instituição realizou, nos dias 21 e 22 deste mês, um treinamento para uso do Scanner Planetário Zeutschel, principal equipamento do laboratório.

O Digitalih, sonho antigo da FCJA, seguirá as normas recomendadas pelo Conselho Nacional de Arquivos (Conarq) e pelo Arquivo Público do Estado da Paraíba (APEPB) para a captura digital de imagens, com controle de qualidade arquivística, fidelidade ao documento original, capacidade de interoperabilidade e adoção de padrões para a segurança, o armazenamento e a preservação em Repositório Arquivístico Digital Confiável (RDC-Arq). “Cada documento será salvo em um acervo intocável, em formato original. Mas também teremos a produção de cópias em formato mais leve, para uso cotidiano”, explicou a professora Lúcia Guerra, gerente de Documentação e Arquivo da FCJA.

Ao longo de mais de quatro décadas, a FCJA se tornou uma das mais importantes instituições de memória do estado da Paraíba, com um considerável patrimônio histórico e cultural. A preservação e o acesso a esse patrimônio serão incrementados a partir do Digitalih, que possibilitará o uso pedagógico desse material e subsidiará a atuação de pesquisadores e docentes. “Com o acervo digitalizado, acreditamos que o acesso terá um aumento exponencial”, avaliou a professora.

Avaliado em R$ 385 mil, o scanner planetário foi adquirido por meio do processo de descentralização orçamentária da Secretaria de Estado da Educação e da Ciência e Tecnologia (SEECT), como parte de um projeto de preservação e acesso ao patrimônio histórico e cultural da FCJA, cujo valor total é R$ 500 mil. Uma equipe de quatro servidores ficará responsável pelo processo de digitalização; outra, fará o controle de qualidade; por fim, o material será replicado em, no mínimo, três espaços virtuais, para garantir a sua salvaguarda.

O treinamento, realizado pelo técnico Thiago Telles, da empresa Scan System (SP), mostrou como manusear o documento a ser escaneado, como evitar perdas físicas e digitais durante o processo e como preservar o produto dessa operação, entre outros pontos.

Colaboração – Inicialmente, o Digitalih atenderá à demanda da FCJA, mas será possível atender órgãos e secretarias estaduais que possuam acervos a serem preservados e disponibilizados – em especial, a própria SEECT. O laboratório também poderá servir de espaço para a capacitação e a formação complementar de alunos da rede pública da educação básica e do ensino superior, nas áreas de tecnologia da informação e de educação patrimonial.

“Vale ressaltar que este projeto atende a uma demanda social por informação, apresentando interface com o Programa Governo Digital, na medida em que contribuirá para o exercício da cidadania, em especial no direito à memória e à história, com o uso das novas tecnologias”, finalizou Lúcia Guerra. O material digitalizado da FCJA será disponibilizado no site institucional (https://fcja.pb.gov.br/).

Confira imagens:

Continue Lendo

Paraíba

Alok realiza show épico no Maior São João do Mundo, fazendo público pular do início ao fim

Publicado

em

O Maior São João do Mundo teve uma noite diferente nesta quarta-feira (22). Após duas apresentações de artistas genuinamente paraibanos (Ramon Schnayder e Filipe Santos), com muito forró, foi a vez da música eletrônica invadir o Parque do Povo, com o show do renomado DJ Alok.

Em quase duas horas de muita música, animação e luzes, o show de Alok foi um momento épico no São João de Campina Grande. É a primeira vez que o DJ se apresenta no palco da maior festa junina do país e trouxe clássicos de seu repertório, como ’Hear Me Now’, passando pela música do momento ’Acorda, Pedrinho’, da banda Jovem Dionísio e por ’Anunciação’, de Alceu Valença. Em seguida, ele apresentou clássicos do rock internacional, como Bon Jovi e Guns N’ Roses.

Alok foi eleito em 2021 como o 4º melhor DJ do mundo pela revista britânica DJ Mag. Ele é considerado o ícone de maior destaque na cena eletrônica brasileira, com honrarias e prêmios nacionais e internacionais.

Matheus Fernandes fechou a noite com muito forró

Após o show de música eletrônica, já na madrugada na quinta-feira (23), o cantor Matheus Fernandes encerrou a programação com muito forró, incluindo o seu sucesso ’Coração Cachorro’, que viralizou no final de 2021 nas redes sociais e ’Balanço na Rede’, parceria com Xand Avião, que chegou novamente ao top Brasil no Spotify nesta semana de São João.

Confira imagens:

Continue Lendo

Paraíba

Fundac realiza ação integrativa nas unidades socioeducativas para comemorar o São João

Publicado

em

Forró, quadrilha junina, comidas típicas, declamações, pescarias, brincadeiras e decoração temática deram o tom da alegria dos festejos juninos para jovens e adolescentes, seus familiares, direção, servidores, técnicos, docentes e agentes nas unidades socioeducativas do Estado. Esta ação integrativa junina junto às famílias visa, principalmente, o fortalecimento dos vínculos familiares  e acontece aliada a um calendário integrado das unidades à Diretoria Técnica da Fundação Desenvolvimento da Criança e do Adolescente ‘Alice de Almeida’ (Fundac).

O presidente da Fundac, Flávio Moreira, em visita à unidade Semiliberdade, durante a celebração junina, expressou carinho por todos enfatizando a responsabilidade que tem com a socioeducação no sentido de trazer de volta o interno ao convívio familiar. “Espero que estejamos irmanados na missão de socioeducar e devolver para a sociedade e para as famílias os seus filhos e suas filhas”, pontuou. Para Moreira, essa é a função da Fundac e sua missão confiada pelo governador João Azevêdo, que é a socialização de comunidade, socioeducandos, socioeducadores e todo corpo técnico da Fundação.

Para a coordenadora do setor de Abordagem Familiar e Comunitária (responsável pela ação), Taíza Gomes, famílias e internos presentes numa ação dessas de reintegração social significa o êxito desse processo socioeducativo e isso só se faz junto dos familiares. “Então vocês são o motivo de hoje estarem aqui reunidos”, disse para as famílias.

Taíza também destacou o empenho e o compromisso dos professores e a gestão das três escolas socioeducativas cidadãs (Almirante Saldanha, Mestre Julio Sarmento e a Escola Cidadã Integral Técnica Francisca Martiniano da Rocha, de Lagoa Seca), que executam em conjunto com a Fundac esse projeto, que tem por objetivo o fortalecimento dos vínculos familiares. “A gente sabe que não é fácil, mas é necessário para que seja trilhado um novo caminho”, afirmou. Aos familiares ela falou da importância de tê-los juntos, “porque de nada adianta o empenho de todo mundo se o compromisso maior não for com os familiares”.

De acordo com o calendário da ação integrativa, a primeira unidade a realizar a festa foi o Centro Educacional do Adolescente-Internação Provisória – CEA/JP, seguido do Centro Socioeducativo Edson Mota (CSE) e Centro Socioeducativo Rita Gadelha. O encerramento se deu nesta quarta-feira (22), no Centro Educacional do Jovem-CEJ. Todas as unidades ofereceram um café regional contendo comidas típicas comuns neste período junino ao som de trios de forró compostos por professores e internos das várias unidades. No domingo último, os festejos tomaram conta dos internos, familiares e servidores do Complexo Lar do Garoto e Internação Provisória, em Lagoa Seca, e na terça-feira também aconteceram as celebrações juninas com familiares no Centro Educacional do Adolescente/CEA/Sousa e Semiliberdade.

Cada unidade contou também com a presença das direções, corpo técnico (Assistentes Sociais, Psicólogos), servidores, agentes socioeducativos, professores (as), coordenadores pedagógicos, ECIS e convidados.

Confira imagens:

Continue Lendo

Paraíba

Gripe canina: saiba como proteger o seu pet no período de inverno

Publicado

em

Com a chegada do inverno, muito se fala sobre o aumento dos casos de gripe na população, mas um outro grupo que também é afetado pelas consequências das baixas temperaturas, são os cães, com a gripe canina. Os donos dos cãezinhos devem observar os sintomas, assim como estarem sempre auxiliando o bem-estar e a saúde do animal por meio de uma alimentação balanceada e a prática de exercícios físicos, por exemplo. Por isso, é preciso estar atento aos principais sintomas, que são: febre, apatia, coriza, tosse insistente e espirro, perda de apetite, olhos avermelhados, cansaço e dores no corpo.

O coordenador do curso de Medicina Veterinária do UNINASSAU – Centro Universitário Maurício de Nassau em João Pessoa, Eulâmpio Neto, enfatizou a importância da vacinação e dos cuidados necessários para evitar que os pets fiquem doentes nesta época do ano. “A gripe canina é transmitida pelo vírus Influenza A, por meio do contato com um animal doente. Neste período de inverno, é mais propenso desenvolver a doença devido à queda da imunidade e a facilidade da proliferação do vírus com a umidade do ar. Por isso, a vacina é essencial. A primeira deve ser feita com 80 dias de vida do bicho, depois deve ser realizada anualmente. Isso não significa que ele não será infectado, mas auxilia a não desenvolver algo grave”, pontuou.

Além disso, o coordenador ainda explica que a gripe canina não é transmissível para os humanos. Segundo ele, isso não acontece, pois são hospedeiros diferentes, não havendo transmissão entre as duas espécies. 

Confira imagens:

Continue Lendo