Nos acompanhe

Negócios

Empreender PB participa da Expotec 2022 com foco na juventude

Publicado

em

O Programa Empreender PB vai participar da Expotec 2022, que começa nesta quarta-feira (23), no Centro de Convenções, e vai até sexta-feira (25). Durante a maior feira de tecnologia do Nordeste, o Empreender PB vai dispor de um stand interativo voltado para o público jovem.

Mantendo o foco no empreendedorismo, equipes técnicas estarão presentes compartilhando informações sobre as linhas Empreender Juventudes e Inovação Tecnológica, além do esclarecimento de dúvidas e orientações sobre o Programa.

Nos últimos 3 anos, o Empreender PB firmou importantes parcerias para estimular o empreendedorismo jovem. Por meio do Programa Ouse Criar da Secretaria de Estado da Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba, o Empreender Juventudes e o Empreender Profissional Liberal Juventudes, já beneficiou  mais de 3 mil empreendedores e  já investiu mais de R$ 20 milhões  em negócios de jovens empreendedores paraibanos.

Continue Lendo

Negócios

Campus Festival 2022: shows, palestras e debates, no maior evento jovem multicultural da Paraíba

Publicado

em

Por

Redação do Portal da Capital

João Pessoa sedia, até sábado (26), o Campus Festival, maior evento multicultural da Paraíba. Este ano, o festival comemora a sua décima edição com uma programação repleta de música,  palestras, oficinas, mentorias e experimentações no Espaço Cultural José Lins do Rêgo.

Os ingressos ainda estão disponíveis no Campus Space (Espaço Cultural), CNA Inglês Definitivo (Bancários, Manaíra e Intermares) e no site do festival https://www.campusfestival.com.br

Confira a programação do evento:

Quinta-feira – 24/11

Campus Fan Fest

O Campus Festival entra em clima de Copa do Mundo com a estreia da Seleção Brasileira no campeonato. Os torcedores poderão acompanhar a partida do Brasil contra a Sérvia, às 16h, em um telão montado no Espaço Cultural. A entrada é gratuita.

A abertura dos portões para o Campus Fan Fest acontece às 14h, e também terá muita música com  apresentações de Sarah Soul, Os Eloquentes, Jovz Acustic Band e Banda Flua.

Sexta-feira  – 25/11

Campus Talk

Campus Talk apresenta uma série de palestras essenciais para jovens profissionais.  O evento reúne especialistas renomados de diferentes áreas e reconhecidos pela capacidade de inovação e referência no empreendedorismo.

Para discutir os desafios da vida profissional depois da graduação, o Campus Talk traz a palestra/mesa redonda “Mercado de Trabalho: me formei e agora?”, com os cases de Adeilton Pereira, CEO da OFFICINADiego Aquino, CEO da Tríade Soluções e Leo Maia, CEO da LM Arquitetura.

A tecnologia, essencial para todas as profissões, será discutida com a palestra/mesa redonda  A Mente do Futuro: A Revolução 4.0”, com  Guido LemosSecretário de Ciência e Tecnologia, e Cláudio Killa, especialista em Direito na Internet. Para discutir o poder da influência digital e empreendedorismo, o Campus Talk terá a participação das influenciadoras  Diene Toscano, Nara Marques e Amanda CSI.

Campus Comedy

A partir das 20 horas, o festival abre espaço para o humor com o Campus Comedy, um show de stand-up com os humoristas paraibanos Linnyke Alves e Swami Marques.

Linnyke Alves ficou conhecido na internet por trazer elementos da cultura regional em seus vídeos, usando o humor para divulgar a Paraíba. Swami Marques tem mais de seis anos de carreira e usa histórias do seu dia a dia em seus shows, que já foram apresentados em diversas cidades do Brasil e da Europa.

Sábado – 26/11

Campus Music

O encerramento do evento fica por conta das atrações musicais do Campus MusicNatiruts, Charlie Brown Jr. (em comemoração aos 30 anos da banda) e Poesia Acústica e Victor Brizeno.

Continue Lendo

Negócios

II Simpósio sobre o Luto abre inscrições

Publicado

em

Por

Redação do Portal da Capital

Promovido pelo Morada da Paz, o evento acontece em Recife e é voltado para profissionais e estudantes da área de saúde e demais interessados na temática; e tem o objetivo de proporcionar à sociedade reflexões acerca da morte e do luto

Encontram-se abertas as inscrições para o II Simpósio sobre o Luto, evento, promovido pelo Morada da Paz, com o objetivo de proporcionar à sociedade reflexões acerca da morte e do luto. O encontro será realizado no dia 30 de novembro (quarta-feira), no Centro de Eventos Recife, da Faculdade Pernambucana de Saúde, das 14h às 21h30. O público-alvo são profissionais e estudantes de psicologia, médicos, profissionais e estudantes da área de saúde em geral e demais interessados na temática.

Para participar basta levar 1 kg de alimento não perecível e realizar a inscrição através do site bit.ly/simposioluto2. O montante arrecadado será doado a Casa Vincular (casavincular.com.br), projeto desenvolvido pela Comunidade dos Viventes em Recife, que atende pessoas em situação de rua e vulnerabilidade social diariamente . Haverá emissão de certificado para todos os participantes.

O evento, cuja primeira edição aconteceu em Natal, em 2019, tem o objetivo de proporcionar à sociedade reflexões acerca da morte e do luto. O simpósio contará com a presença da Prof. Dra. Maria Júlia Kovács e a Prof. Dra. Elaine Alves, ambas da Universidade de São Paulo e referências nacionais sobre a temática, que contribuíram na discussão sobre morte e luto no mundo pós pandemia. A programação do evento traz ainda palestras de outros profissionais da saúde que somarão às discussões, contribuindo para um aprofundamento e ampliação das reflexões sobre o tema central do encontro.

Para a psicóloga especialista em luto do Morada da Paz, Mariana Simonetti, o debate sobre o luto é necessário porque após a perda de um parente ou conhecido é natural que se fique triste. É essencial, de acordo com a psicóloga, aprender a lidar com a ausência do outro e se cuidar durante o processo. “É possível desconstruir a ideia da morte como algo ruim. Mesmo sendo tão doloroso, é comum sentir o luto, mas também é necessário ressignificar essa dor”, explica.

Continue Lendo

Brasil

ICF: com Copa e proximidade das festas, intenção de consumo tem nova alta no país

Publicado

em

Por

Redação do Portal da Capital

A chegada da Copa do Mundo, da Black Friday e a proximidade com o Natal têm animado os consumidores. Impulsionada pelas datas, a Intenção de Consumo das Famílias (ICF) chega ao penúltimo mês do ano com nova alta, de 1,3%, o décimo crescimento consecutivo na série com ajuste sazonal e o maior nível desde abril de 2020. Com isso, a ICF, apurada mensalmente pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), alcançou 89 pontos em novembro. Apesar de ainda permanecer abaixo dos 100 pontos, na zona de insatisfação, o índice está em trajetória ascendente e cresceu 21,3% em relação a novembro de 2021, a maior taxa da história do indicador.

A pesquisa desse mês traz ainda um recorte especial com a perspectiva de compras voltadas à Copa do Mundo. A ICF mostra que 36% dos brasileiros pretendem comprar itens relacionados ao Mundial de Futebol, 12 pontos percentuais a mais do que na Copa anterior, em 2018. Os homens com até 35 anos e com mais de 10 salários mínimos são os que apontaram maior intenção de compra neste período. A Confederação projetou que o varejo deve movimentar R$ 1,4 bilhão durante esta Copa, já os bares e restaurantes devem ter um faturamento de R$ 864 milhões.

O presidente da CNC, José Roberto Tadros, destaca a perspectiva positiva e avalia que o cenário é também impulsionado por fatores econômicos, como a inflação mais moderada. “Temos percebido a contribuição de moduladores importantes, como a contínua geração de vagas de trabalho formal e as maiores transferências de renda na reta final do ano. Esse é um feliz encontro de melhoria econômica e sazonalidades vitais para os setores produtivos, em especial para os segmentos que abarcamos como entidade, que são o comércio, os serviços e o turismo”, acrescenta.

Copa: preferência por alimentos e roupas, em lojas físicas

Consultados em todas as capitais brasileiras, os consumidores pretendem gastar, em média, R$ 211,21 entre os principais produtos associados ao Campeonato de Futebol. Roupas, alimentos e bebidas são os itens preferidos para as compras durante o período: 14,9% buscam vestuários temáticos para adultos e crianças e 14,6% planejam consumir alimentos e bebidas em casa. Apenas 3,8% dos consumidores consultados afirmaram que pretendem adquirir televisores e smart TVs.

“As estimativas da CNC mostraram que o segmento de móveis e eletrodomésticos, em que se incluem os televisores, deverá responder pela maior parte do faturamento do comércio em razão do evento (34% do total das vendas), mas os juros altos e o alto nível de endividamento com inadimplência crescente tendem a limitar o consumo desses itens mais dependentes do crédito e do parcelamento”, aponta a economista Izis Ferreira, responsável pela pesquisa.

Nos canais de compra, 71,3% dos torcedores buscarão os itens da Copa nas lojas físicas, queda de 12,5 pontos, referente aos 83,8% apurados no Mundial de 2018. A intensificação das vendas pelos canais digitais e a facilidade de comparação de preços, porém, impulsionaram um crescimento na proporção de consumidores que pretendem comprar pela internet: 28,7%, ante apenas 16% na Copa passada.

O levantamento também mostra redução do volume de pessoas que planeja acompanhar as partidas em bares e restaurantes: 13,3% este ano, contra 19% na Copa de 2018. Com os preços dos alimentos e bebidas fora de casa aproximadamente 16% mais elevados do que em 2018, a maioria dos consultados indicaram preferência por acompanhar as partidas de casa (67,9%), enquanto 18,9% não assistirão aos jogos.

No levantamento completo é possível consultar perspectivas por cada Estado brasileiro. A pesquisa foi realizada com cerca de 18 mil consumidores em todas as capitais e no DF, entre os cinco últimos dias úteis de outubro e os cinco primeiros de novembro.

Black Friday impulsiona bens duráveis, mas ritmo é menor

A Copa pegou carona no quinto evento mais relevante em termos de alta das vendas do varejo, principalmente por meio do e-commerce, que é a Black Friday. Nesse período, os consumidores consideram que o momento para aquisição de bens duráveis é melhor, já que a data se firmou no calendário do varejo com o foco na venda de eletroeletrônicos e eletrodomésticos pela internet. Mesmo assim, com os juros no maior nível desde o início de 2018, o crescimento do indicador não foi suficiente para recuperar as quedas consecutivas, registradas desde o início da pandemia de covid-19.

Melhoria de renda e consumo entre menos favorecidos

A ICF aponta ainda que a avaliação dos consumidores sobre a renda melhorou em novembro (+1,0%), e o indicador manteve-se acima dos 100 pontos (103,8) pelo segundo mês, na zona de avaliação positiva, o que não ocorria desde março de 2020. O nível de consumo atual também se destacou com altas expressivas tanto no mês quanto no ano e, embora o índice ainda esteja abaixo dos 100 pontos, é o maior desde abril de 2020.

Mais sensíveis às variações da inflação, as famílias com até 10 salários mínimos de renda novamente apontaram o maior aumento da intenção de consumir, tanto na comparação mensal quanto na anual, embora o indicador para este grupo ainda esteja no quadrante negativo (83,5 pontos). A intenção de consumo avançou menos para as famílias com mais de 10 salários, mas o índice em 106,1 pontos revela maior satisfação deste grupo do que entre os consumidores de menor renda.

Continue Lendo