Nos acompanhe

Paraíba

TCE emite alerta à Prefeitura de Bayeux por irregularidades na gestão Berg Lima

Publicado

em

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) emitiu um alerta à Prefeitura Municipal de Bayeux, nesta segunda-feira (06), após a realização de uma auditoria feita pelo órgão com a finalidade de apurar a situação administrativa do município. A inspeção foi realizada no período de 10 a 28 de julho deste ano e foi motivada pelo afastamento do prefeito eleito Berg Lima, que se encontra preso após ter sido flagrado recebendo dinheiro de um fornecedor do município em uma operação conduzia pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público da Paraíba (MPPB), informa reportagem de Thaís Cirino, do Blog do Gordinho.

O documento foi direcionado ao prefeito em exercício Luiz Antônio (PSDB). Nele, os conselheiros apontam não encaminhamento ao Tribunal da Lei de Diretrizes Orçamentárias – LDO para o exercício de 2018, além de outros problemas da gestão. Entre as irregularidades apontadas estão: a não observação da ordem cronológica na realização dos pagamentos de valores inscritos em restos a pagar; ausência de efetiva fiscalização na execução do contrato de limpeza urbana; permissividade em trabalhar com a empresa M Construções e Serviços Ltda. sem que esta esteja regularmente autorizada pela Sudema e sem o devido registro de um profissional técnico habilitado junto ao CREA-PB, além de utilização de veículos não identificados na relação de veículos coletadores, conforme consta em contrato.

Outros pontos elencados pelo TCE foi o déficit na execução orçamentária no valor de R$ 3.393.960,13; contratação de pessoal sem aprovação prévia em concurso público; não recolhimentos dos valores devidos ao Instituto de Previdência do município, a título de obrigação patronal, no montante estimado de R$ 5.862.752,28; também o não recolhimento de R$ 1.910.137,96 referente à contribuição previdenciária do empregador para o Regime Geral de Previdência Social – RGPS; além da omissão do gestor em relação à arrecadação da receita de IPVA pertencente ao município.

No alerta emitido para o TCE, as sugestões que foram encaminhadas para o prefeito em exercício Luiz Antônio referem-se à necessidade de melhorias nos controles de recebimento, distribuição e controle de estoques de material, bem como melhorias de instalações na Saúde e Educação; concluir obras paradas; adquirir fardamento escolar por tratar-se de alunos de baixa renda; adaptar as escolas e suas dependências aos portadores de deficiência ou com mobilidade reduzida.

O documento ainda sugere a realização de um levantamento detalhado, bem como a regularização do quadro de pessoal vinculado ao município, priorizando a redução das despesas com pagamento de pessoal com vistas ao reenquadramento dentro dos limites legais; e, considerando o montante estimado da receita de IPVA previsto para o exercício de 2017 que é de R$ 2.000.000,00, o gestor municipal deverá se utilizar de todos os meios necessários com a finalidade de garantir a arrecadação dessa receita.

Continue Lendo

Paraíba

Aliado de Cícero admite abandonar projeto para apoiar pastor Sérgio na disputa pela PMJP

Publicado

em

Por

Redação do Portal da Capital

O vereador Coronel Sobreira (MDB), da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), admitiu, nesta quinta-feira (22/02), a possibilidade de abandonar o projeto de apoio à reeleição do prefeito Cícero Lucena (PP), migrar para o Partido Novo e apoiar o pastor Sérgio Queiroz, caso ele resolva entrar na disputa pelo comando da Prefeitura Municipal nas Eleições 2024.

Sobreira adiantou que deverá participar da consulta interna na Cidade Viva e dirá “sim” à iniciativa da pré-candidatura de Queiroz a prefeito da Capital paraibana.

O MDB, na CMJP, conta atualmente com uma bancada formada, ao todo, por três vereadores que fazem parte da base aliada de Cícero: Coronel Sobreira, Marcelo da Torre e Mikika Leitão. Sobreira, no entanto, aparentemente por identidade religiosa, se mostrou eufórico com a possibilidade de ter um evangélico à frente da Administração Pública Municipal pessoense.

Os comentários do vereador foram registrados pelo programa Correio Debate, da 98 FM, de João Pessoa, nesta quinta-feira (22/02).

Confira o áudio:

Continue Lendo

Paraíba

Eleições 2024: MDB segue ‘sem rumo’ na disputa pela Prefeitura de João Pessoa

Publicado

em

Por

Redação do Portal da Capital

O presidente estadual do MDB, senador Veneziano Vital do Rêgo, afirmou nesta quinta-feira (22/02) que o rumo da legenda com vistas às Eleições 2024 ainda não está definido.

Segundo Veneziano, não há uma data marcada, mas, uma reunião deve ser realizada até meados do próximo mês de março.

O senador assegurou, porém, que não há razão para precipitação.

Os comentários de Veneziano foram registrados no programa Arapuan Verdade, da Rádio Arapuan, de João Pessoa, nesta quinta-feira (22/02).

Confira o áudio:

 

Obstáculo

O vereador Marcelo da Torre (MDB), da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), em entrevista recente, afirmou que tanto dele como os vereadores Mikika Leitão e Coronel Sobreira faziam coro junto à torcida dos que querem que o MDB permaneça ao lado da gestão do prefeito Cícero Lucena (PP).

Leia também: Emedebista ameaça deixar partido caso Veneziano não formalize apoio à reeleição de Cícero

Marcelo chegou a afirmar que caso o apoio político ao prefeito de João Pessoa não seja confirmado por Veneziano, uma “debandada” poderia ser registrada na legenda em João Pessoa.

Continue Lendo

Paraíba

Vereador apresenta Projeto de Lei para multar usuários de drogas em João Pessoa

Publicado

em

Por

Redação do Portal da Capital

O vereador bolsonarista, Tarcísio Jardim (PL), apresentou um Projeto de Lei (PL) que prevê aplicação de multa aos usuários de drogas em João Pessoa, Capital paraibana.

O PL nº 1631/2024, apresentado na terça-feira (20/02), e que “Institui sanções administrativas a serem aplicadas pelo Município às pessoas que forem flagradas em áreas e logradouros públicos fazendo uso de drogas ilícitas, e dá outras providências” é, porém, similar ao apresentado no dia 29 de janeiro de 2024, pelo deputado estadual bolsonarista Wallber Virgolino (PL), que “Dispõe sobre as sanções administrativas aplicadas às pessoas que forem flagradas em áreas e logradouros públicos fazendo uso de drogas ilícitas em desacordo com determinação legal ou regulamentar, no âmbito do Estado da Paraíba“.

As iniciativas, porém, são avaliadas por especialistas como inconstitucionais uma vez que a Lei de Drogas (11.343/2006) já trata a questão em âmbito federal, também em desfavor de “quem adquirir, guardar, tiver em depósito, transportar ou trouxer consigo, para consumo pessoal, drogas sem autorização ou em desacordo com determinação legal ou regulamentar“, como diz o “Art. 28.“, prevendo, inclusive, multa, não cabendo, portanto, aos municípios legislar sobre o tema.

Clique aqui e confira a íntegra do PL apresentado por Tarcísio Jardim em 20 de fevereiro de 2024.

Clique aqui e confira a íntegra do PL apresentado por Wallber Virgolino em 29 janeiro de 2024.

Clique aqui e confira a íntegra da Lei Federal em vigor desde 23 de agosto de 2006.

O vereador argumenta que a iniciativa é uma “tendência que já vem ao redor do país“.

Confira o áudio:

 

Continue Lendo