Nos acompanhe

Paraíba

Hugo Motta acusa ministro das Cidades de uso eleitoral do Minha Casa, Minha Vida

Publicado

em

O programa Minha Casa Minha Vida é o novo foco de insatisfação da base aliada do governo com os tucanos. PMDB, PP e DEM aprovaram, ontem, a convocação do ministro Bruno Araújo, Cidades, para explicar na Comissão de Fiscalização e Controle os critérios que definiram a distribuição das casas. Ele é acusado de privilegiar seu Estado, Pernambuco, com 2,6 mil unidades, e São Paulo, com 15,1 mil, governado pelo também tucano Geraldo Alckmin. O Maranhão, que tem o maior déficit habitacional do País, recebeu apenas 408 unidades.

Papo reto. O deputado Hugo Motta (PMDB-PB) acusou Bruno Araújo de usar o cargo para fazer campanha. O ministro é cotado para disputar o governo de Pernambuco. O Palácio do Planalto acompanha a crise, informa a Coluna do Estadão.

Tudo embasado. O Ministério das Cidades informa que a distribuição das casas obedece a critérios técnicos e que o número de unidades é proporcional à população. Por isso, a quantidade destinada a São Paulo e Pernambuco foi maior. E exemplifica: Minas Gerais, segundo estado em número de casas a serem construídas, é governado pelo PT.

Vespeiro. O novo diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, vai mostrar a que veio quando definir quem vai ocupar as duas diretorias mais sensíveis da instituição: a de investigação e combate ao crime organizado (Dicor), que controla todas as operações, e a de inteligência (DIP).

Dança da cadeira. A Dicor é ocupada pelo delegado de Curitiba Maurício Valeixo. A DIP, pelo delegado Elton Manzke. Valeixo deve ser o primeiro a sair.

Portas… O delegado Fernando Segóvia frequenta a casa do ministro Augusto Nardes, do TCU, alvo da Operação Zelotes.

…abertas. “Na minha casa eu recebo todo mundo. Sou um homem público, faço eventos lá. O Segóvia foi, o Torquato Jardim (Justiça) também”, afirma Nardes.

É muita gente. O ministro do TCU diz que “não se recorda” do que Segóvia foi fazer na sua casa e nega que o tenha indicado para diretor-geral. “É boa escolha, ótima. Pelo que eu conversei com ele, tem profundo conhecimento, diminuiu assaltos a banco.”

Laço. Os dois se conheceram quando Segóvia acompanhou auditoria do TCU relatada pelo ministro. A Coluna não conseguiu contato com o delegado ontem. Embora negue, várias fontes confirmam que foi Nardes quem levou o nome de Segóvia ao governo.

Pegadinha. Michel Temer disse a interlocutores que está se divertindo com especulações sobre a data em que fará a reforma ministerial. Comparou a situação com a de quando havia prometido que iria editar medida provisória para retomar o imposto sindical. Promessa nunca cumprida.

Tudo pensado. A diferença é que a reforma terá de ser feita porque em abril 17 ministros saem para disputar a eleição. Uma ideia é fazê-la em janeiro para evitar que os atuais ministros usem o orçamento das pastas em prol de suas campanhas.

Agora vai. O Avançar, que o governo lança hoje, vai incluir entre as obras prioritárias o Rodoanel Norte. O governo deveria ter investido R$ 300 milhões na obra este ano, mas até agora só pôs R$ 87 milhões.

Promessa é dívida. O governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP) cobrou o aporte diretamente de Temer. O compromisso é liberar mais R$ 150 milhões até dezembro.

Pegou birra. O ministro Gilberto Kassab, Comunicações, está insatisfeito com o presidente da Anatel, Juarez Quadros.

Continue Lendo

Paraíba

TCE responsabiliza ex-prefeitos de Santa Rita por prejuízos de R$ 2.4 milhões aos cofres públicos

Publicado

em

Por

Redação do Portal da Capital

A Primeira Câmara do Tribunal de Contas/PB, reunida em sessão ordinária híbrida, nesta quinta-feira (02), sob a presidência do conselheiro Fernando Catão, julgou irregulares – após análise de inspeção especial, várias obras de engenharia realizadas no município de Santa Rita em 2015, durante a gestão dos ex-prefeitos Reginaldo Pereira da Costa e Severino Alves Barbosa Filho. Eles foram responsabilizados por prejuízos aos cofres públicos na ordem de R$ 2.460.422,94, conforme o voto do relator, conselheiro Fábio Nogueira. Cabe recurso.

A inspeção especial no município de Santa Rita (proc. nº 08203/16), in loco, analisou os aspectos técnicos e financeiros que envolveram a execução de obras e serviços em reformas de escolas e creches da rede pública municipal, bem como drenagem, capeamento e recapeamento asfáltico em diversas ruas da cidade, incluindo na imputação os valores referentes à não comprovação da realização de controle tecnológico de concreto.

Os débitos apurados pelo órgão técnico do TCE e reiterados pelo Ministério Público de Contas foram atribuídos de forma individualizada a cada gestor, ou seja, ao ex-prefeito Reginaldo Pereira da Costa coube a responsabilização pelo montante de R$ 1.587.110,82. Para Severino Alves Barbosa Filho os prejuízos atingem a quantia de R$ 873.312,12. Os valores devem ser ressarcidos aos cofres públicos.

Denúncia – Os membros da Câmara julgaram procedente denúncia formulada por vereadores (proc. nº 16664/20), contra a ex-prefeita de Areia de Baraúna, Maria da Guia Alves, acerca de supostas irregularidades na realização de despesas com auxílio financeiro, referido em doações com base em lei municipal. Por falta de comprovação dos beneficiados, o órgão julgador responsabilizou a gestora e a ex-secretária de Assistência Social, Volffraniad Pinheiro Dias de Sá, pelo montante de R$ 195.211,84. Cabe recurso.

A Primeira Câmara do Tribunal de Contas/PB é composta pelos conselheiros Fernando Rodrigues Catão (presidente), Fábio Túlio Nogueira, Antônio Gomes Vieira Filho e Renato Sérgio Santiago Melo (substituto). Em sua 2940ª sessão ordinária híbrida apreciou uma pauta de julgamento com 118 processos. Pelo Ministério Público de Contas atuou o procurador Marcílio Franca Filho.

Continue Lendo

Paraíba

Bruno Cunha Lima revela disposição para apararar arestas com vice-governador Lucas Ribeiro

Publicado

em

Por

Redação do Portal da Capital

O prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima, afirmou, na tarde desta terça (02/02), em entrevista ao Correio Debate, que irá buscar o Governo do Estado para firmar parcerias em benefício da cidade. O gestor municipal destacou que está em busca de audiência para debater a proposta de um polo logístico para a região.

Em bora tenha sido oposição durante o período eleitoral, o prefeito destacou que o momento é de trabalho e união. “Por parte da prefeitura sempre houve ponte. Nós sempre estivemos abertos e vamos continuar abertos. Até porque todos os municípios precisam de parceria. Infelizmente, nunca houve ponte de lá pra cá”, afirmou Bruno.

Uma audiência já está sendo buscada pela prefeitura de Campina. “A gente vai propor audiência com o governo para apresentar uma proposta de polo logístico para Campina Grande”, revelou.

Confira áudio

Continue Lendo

Paraíba

Camila diz que não é hora de discutir 2024, mas revela desejo de disputar a prefeitura de Guarabira

Publicado

em

Por

Redação do Portal da Capital

A deputada Camila Toscano revelou, na tarde desta quinta-feira (02/02), desejo em disputar a prefeitura de Guarabira em 2024. Em entrevista ao Correio Debate, Camila afirmou que é um “sonho” ser eleita prefeita e sentar na mesma cadeira que seu pai, Zenóbio Toscano (in memoriam) já sentou.

“Não tem como não pensar, é um sonho”, afirmou Camila.

A deputada ponderou ao afirmar que momento é de trabalho, mas que já pensa sobre as eleições municipais. “Seria uma honra ser escolhida pelo povo de Guarabira.”, enfatizou.

Confira áudio

Continue Lendo