Nos acompanhe

Paraíba

NTLOG nega “calote” e diz empresa terceirizada não efetuou entregas dentro do prazo estipulado

Publicado

em

Em contato com o @portaldacapital, a empresa NTLOG, de Jundiaí, município do Estado de São Paulo, apontada por empresários que atuam na Região Nordeste como uma que estaria aplicando “calotes” financeiros no mercado, negou as acusações, disse que o “contratado em questão, deixou reiteradamente de efetuar as entregas dentro do prazo estipulado no Procedimento Operacional Padrão, e em razão das centenas de reclamações dos consumidores referente aos constantes atrasos, os pagamentos foram suspensos até apuração do montante de prejuízo causado, não havendo, portanto, valores reconhecidos ou incontroversos a serem pagos”, portanto, segundo a. NTLOG supostamente “injustas e inverídicas as informações lançadas nesse portal”.

Confira a nota:


NOTA DE ESCLARECIMENTO

Jundiaí-SP, 19 de abril de 2023.

Prezados, considerando a reportagem veiculada pelo Portal da Capital na data de ontem, em que houve a exposição injusta de nossa empresa, vimos por meio desta, melhor esclarecer os fatos:

A empresa NT LOGÍSTICA possui contrato comercial com inúmeras empresas na região Nordeste do País.

Os contratos tratam de obrigações na qual os contratados obrigam-se a entregar ao consumidor final os produtos adquiridos via e-commerce nos maiores varejistas do país, estabelecidos notadamente na região sudeste, operação conhecida como last mile, que nada é mais é do que a última etapa para que o produto chegue ao consumidor (porta a porta), portanto de caráter essencial para o cumprimento da cadeia logística em questão, sendo esta subcontratação uma praxe do mercado, portanto nada relacionado a falta de estrutura da empresa.

Ocorre que, o contratado em questão, deixou reiteradamente de efetuar as entregas dentro do prazo estipulado no Procedimento Operacional Padrão, e em razão das centenas de reclamações dos consumidores referente aos constantes atrasos, os pagamentos foram suspensos até apuração do montante de prejuízo causado, não havendo, portanto, valores reconhecidos ou incontroversos a serem pagos, portanto, injustas e inverídicas as informações lançadas nesse portal.

Outrossim, destaca-se que o contratado foi notificado para regularizar as entregas e não o fez, dando causa a ruptura do relacionamento comercial, obviamente, sem antes ter causado diversos prejuízos na cadeia logística dessa empresa e a consequente retenção de recebimentos ou mesmo ressarcimento junto aos fornecedores, que são as empresas vendedoras, causando sérios prejuízos à sua imagem junto às mesmas e dificuldades de ordem contratual.

É de se ressaltar que a NT LOGÍSTICA sempre prezou pelo cumprimento de todas as obrigações assumidas e no caso da denunciante, excepcionalmente, sempre o fazia de forma antecipada em relação a sua política de fluxo de pagamentos à fornecedores, a fim de tentar auxiliá-la a minimizar seus problemas de entrega.

Era o que tínhamos a esclarecer, a fim de restabelecer a verdade dos fatos.

NT LOGÍSTICA
Departamento Jurídico

Continue Lendo

Paraíba

Eleições 2024: Pesquisa de opinião para disputa eleitoral em Paulista será divulgada nesta quinta

Publicado

em

Por

Redação do Portal da Capital

Pesquisa de opinião para disputa eleitoral no município de Paulista, interior da Paraíba, será divulgada nesta quinta-feira (13). A informação é da empresa Falcão Pesquisas e Publicidade, responsável pela pesquisa em questão.

Registrada na justiça eleitoral sob número PB-03453/2024, a pesquisa visa identificar junto aos eleitores de Paulista o perfil, intenção de voto para prefeito da cidade, bem como potencial de voto e percepção de vitória.

Segundo a Falcão Pesquisas e Publicidade, a distribuição das entrevistas entre os segmentos pesquisados foi feita por quotas proporcionais a cada localidade, sorteada com base em processo estatístico, técnicas de aleatorização e pós estratificação com ponderação.

Ainda segundo a Falcão Pesquisas e Publicidade, a pesquisa contemplou proporcionalmente as localidades de Agreste, Almas, André, André de baixo, Arruda, Barra da Caiçara, Boa Vista, Cachoeira, Cachoeira Vermelha, Centro, Curralinho, Ipueiras, Jurema, Logradouro, Malhada da Pedra, Maravilha, Mimoso, Mimoso de Baixo, Orondongo, Pachicu, Pé de serra, Queimado, Riacho fundo, Sanharão, Talismã, Várzea Alegre e Várzea da Serra.

Com foco principal em atuação de pesquisas de mercado e de opinião pública há quase 14 anos, a empresa Falcão Pesquisas e Publicidade opera com o CNPJ 11.490.324/0001-71 e tem sua sede localizada na Rua José Jorge, 121, bairro do Santo Antônio, município de Patos – PB.

Continue Lendo

Paraíba

2ª Câmara do TCE aprova com ressalva prestação de contas da Secretaria de Comunicação da Capital

Publicado

em

Por

Redação do Portal da Capital

A Secretaria de Comunicação Social de João Pessoa teve as contas do exercício de 2014 aprovadas com ressalvas, na manhã desta terça-feira (11), pela 2ª Câmara do Tribunal de Contas da Paraíba, organismo sob a presidência do conselheiro André Carlo Torres Pontes.

O órgão fracionário do TCE entendeu pela procedência da denúncia oriunda da Câmara de Vereadores de Sapé acerca do direcionamento da licitação procedida pela Prefeitura do município para aquisição de água mineral, objeto do Processo 01477/23. O gestor municipal ainda dispõe da oportunidade de explicar, em fase de recurso, a razão do adiamento por cinco dias do certame ganho por empresa instituída e habilitada à concorrência, nesse espaço de tempo. A Auditoria vai acompanhar a execução dessas despesas e, assim também, o Ministério Público Estadual a quem os autos processuais serão remetidos, conforme voto do relator Arnóbio Viana.

A Suplan obteve a aprovação do aditivo de vigência de valor ao contrato da empresa Interfort Segurança de Valores Eireli. Já o processo atinente a aditivo à contratação, pela Prefeitura de Bayeux, do Consórcio IP BSB, para melhorar a eficiência energética do sistema de iluminação pública do município, terá os autos remetidos à 1ª Câmara do Tribunal, onde a matéria já vem sendo analisada.

A utilização de recursos federais acarretou a remessa ao Tribunal de Contas da União de processo relacionado ao pregão eletrônico da Prefeitura de Desterro para aquisição parcelada de equipamentos médicos e eletroeletrônicos. Também irão ao TCU, pela mesma razão, os autos da chamada pública 002/23 atinente ao credenciamento de médicos pelo Fundo Municipal de Sapé.

Compõem a 2ª Câmara do Tribunal de Contas da Paraíba os conselheiros André Carlo Torres Pontes (presidente), Arnóbio Viana e Marcus Vinícius Carvalho Farias. O Ministério Público de Contas está aí representado pelo subprocurador geral Manoel Antonio dos Santos Neto. A TV TCE-PB, Canal no YouTube, exibe os julgamentos.

Continue Lendo

Paraíba

Justiça determina que Prefeitura de Santa Rita diminua em R$ 5 milhões os gastos no São João

Publicado

em

Por

Redação do Portal da Capital

A desembargadora Maria das Graças Morais Guedes, da 3ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), determinou nesta quarta-feira (12/06) que a Prefeitura de Santa Rita diminua os gastos com a festa de São João em R$ 5 milhões no prazo de até 24 horas.

A magistrada acatou o pedido do Ministério Público da Paraíba (MPPB) que pedia a readequação dos custos com atrações artísticas. As contratações chegam a R$ 13,8 milhões e a desembargadora determinou que o gasto com cachês seja reduzido ao limite de R$ 8,5 milhões. O evento começa neste dia 12 de junho e vai até 7 de julho.

Em caso de descumprimento da decisão do Tribunal, o prefeito Emerson Panta (PP) pode sofrer multa diária de R$ 100 mil.

O juiz Gutemberg Cardoso Pereira, da 5ª Vara Mista de Santa Rita, havia rejeitado o pedido de liminar movido pelo Ministério Público, em ação civil pública, para que a Prefeitura adequasse o São João do município e reduzisse os gastos com shows. Com isso, o MPPB recorreu ao TJ e obteve êxito com a decisão da desembargadora, nessa terça-feira (11).

“Entendo ser o caso não de suspensão dos festejos, mas de adequação aos gastos do exercício de 2023, qual seja, R$ 8.509.950,00. Face ao exposto, DEFIRO A TUTELA ANTECIPADA DE URGÊNCIA, para determinar ao Município de Santa Rita, no prazo de até 24 horas, a readequação da grade de atrações artísticas ao limite de gastos do São João do exercício de 2023, qual seja, R$8.509.950,00 (oito milhões, quinhentos e nove mil, novecentos e cinquenta reais), sob pena de multa diária e pessoal ao Gestor, de R$100.000,00 (cem mil reais), limitada a R$10.000.000,00 (dez milhões de reais)”, determinou a desembargadora.

 

Continue Lendo