Nos acompanhe

Paraíba

Delegacia da Mulher investigará professor denunciado por assedio sexual na UEPB

Publicado

em

As deputadas estaduais que integram a Comissão Permanente de Direitos da Mulher na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) encaminharam o Ofício nº 03/2023/CPDM à delegada Sirleide Azevedo, coordenadora das Delegacias Especializadas de Atendimento à Mulher (Coordeam) do Governo do Estado da Paraíba, solicitando providências quanto a denúncia pública formulada por uma estudante da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) durante um evento internacional, acerca de supostas práticas de assédios moral e sexual por parte de um professor da instituição.

A estudante, do curso de Relações Internacionais da UEPB, fez a denúncia na quarta-feira (22/11), durante a cerimônia de abertura de um fórum internacional realizado no campus V da UEPB, em João Pessoa.

Eu gostaria muito de deixar claro que dentro da UEPB tem acontecido alguns casos de assédio oriundos de um professor específico, o professor dr. Paulo Kuhlmann. Eu fui uma das alunas assediadas. Paulo sugeriu que eu, como mulher, não poderia participar e estar ativa no FoMerco [Fórum Universitário Mercosul, evento no qual aconteceu a denúncia] porque eu sou mulher e estaria tendo um caso com o coordenador do curso”, declarou a estudante na abertura do evento.

Paulo Kuhlmann é professor da UEPB no curso de relações internacionais e mestre e doutor em ciência política, com estudos focados na diminuição de violência e construção de paz a partir do âmbito local. Além de ser professor, ele também atua em um trabalho de palhaço social.

No documento, as deputadas afirmam que “diante da competência desta Comissão de construir atitudes combativas, de evitar o medo e o sofrimento de mulheres, a importunação sexual, o assédio em todas as suas formas e, sobretudo a violência, solicitamos a adoção de providências cabíveis à espécie“.

Clique aqui e confira a íntegra do documento.

A comissão é formada pelas deputadas estaduais: Camila Toscano; Cida Ramos; Chica Motta; Danielle do Vale; Doutora Paula; Sílvia Benjamin.

Confira o vídeo:

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Metrópoles (@metropoles)

Continue Lendo

Paraíba

Vitor Hugo destaca política de renovação em Cabedelo e convida população para se filiar ao Avante

Publicado

em

Por

Redação do Portal da Capital

O prefeito de Cabedelo e presidente estadual do Avante, Vitor Hugo, utilizou as redes sociais para convocar a população para filiação ao partido.

Destacando a importância de uma gestão eficiente e comprometida com o desenvolvimento local, o gestor ressaltou as ações e políticas públicas oficializadas em Cabedelo e chamou a população para uma renovação partidária pautada no crescimento.

“AVANTE PARAÍBA! Política de renovação se faz com gestão! Filie-se ao Avante e vamos juntos construir uma nova força partidária pautada no trabalho e no desenvolvimento”, pontuou.

Veja o vídeo:

Continue Lendo

Paraíba

Reforma Administrativa: Cícero anuncia Janildo Silva como novo secretário de Comunicação da PMJP

Publicado

em

Por

Redação do Portal da Capital

O prefeito Cícero Lucena (PP) anunciou na manhã desta segunda-feira (04/03) o jornalista Janildo Silva como novo secretário de Comunicação da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP).

O jornalista substituirá o atual secretário Marcos Vinícius que deixará o cargo para disputar uma vaga na Câmara Municipal nas Eleições 2024.

Confira o vídeo:

Continue Lendo

Paraíba

Mulheres devem concorrer à totalidade das vagas em concurso para PM e Bombeiros na PB, decide STF

Publicado

em

Por

Redação do Portal da Capital

O concurso para a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros no Estado da Paraíba deve ofertar vagas sem qualquer limitação em razão de gênero. A decisão do ministro André Mendonça, do Supremo Tribunal Federal (STF), foi proferida na Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 7485, proposta pela Procuradoria-Geral da República (PGR).

A PGR argumentou que dispositivo da Lei estadual 7.165/2002 e o edital do concurso em andamento promovem uma condição de desigualdade entre homens e mulheres para acesso aos cargos nessas corporações. Apontou que das 900 vagas de policial militar ofertadas, apenas 90 são destinadas às mulheres, e a mesma situação ocorre em relação ao Corpo de Bombeiros, com a reserva de apenas 20 vagas para mulheres em um total de 200 a serem preenchidas.

Na liminar, o ministro André Mendonça (relator) suspendeu o dispositivo legal e a regra do edital do concurso que limitavam o ingresso das mulheres. O ministro, no entanto, manteve a realização do concurso, mas determinou que as mulheres possam concorrer à totalidade das vagas em todas as fases do processo.

Mendonça esclareceu que as candidatas que ultrapassaram o limite de vagas oferecidas por causa da limitação e, por essa razão foram eliminadas, deverão ser reincluídas na disputa, garantindo-lhes a participação nas demais etapas seletivas.

Ele observou, ainda, que já foram realizadas diversas etapas do concurso, inclusive com a convocação para exame de saúde, previsto para ocorrer entre 4 e 22 de março, o que justifica a urgência para a concessão da liminar.

Mendonça lembrou, ainda, que o Plenário, por unanimidade, referendou medidas cautelares deferidas em situações idênticas à verificada nos autos. A decisão será submetida a referendo na sessão virtual realizada de 15 a 22 de março.

Clique aqui e confira a íntegra da decisão.

Continue Lendo